Qual o melhor tipo de vinho para acompanhamento da carne. Saiba mais sobre o assunto, aqui.

Carnes Vermelhas

Picanha

Quando preparada da maneira correta, a picanha, carne que dificilmente falta num churrasco, é bastante macia, fibrosa e ainda tem uma capinha de gordura, na qual é envolvida. Para segurar tudo isso? Só os taninos e acidez de um Malbec mesmo!

Fraldinha e maminha

Fibrosa e macia, porém sem muita gordura, a fraldinha é uma carne que não exige tanto corpo de um vinho. Um vinho igualmente macio, fácil e com taninos redondos? Um… Merlot!

Cupim

Com muito marmoreio, que é aquela gordura entremeada na peça, o cupim não é uma carne que pode-se dizer suculenta. É macia, sim, mas pode ser um pouco seca. Um Espumante Brut ajudaria – e muito – a descer! O Perlage encheria a boca e supriria a falta de líquido da carne!

Costela

De tão gordurosa e macia, a costela parece derreter na boca. Quando preparada com molho barbecue, ganha notas de especiarias e certa “picância”, o que aumenta o seu potencial para vinhos de médio corpo com notas de especiarias. Um Syrah seria ideal!

Alcatra

Super fibrosa, macia e sem tanta gordura, como a picanha, a alcatra acompanha muito bem um vinho de corpo médio, boa acidez e estrutura. Que tal um Barbera?

Contrafilé

Ponta, bife ancho, bife de chourizo (ou angosto) e bisteca (ou chuleta) são pedaços diferentes do contrafilé – apesar de apresentarem algumas especificidades, de maneira geral, são carnes fibrosas e suculentas. Tão perfeitas para um Tannat, que é quase como se pedissem por seus taninos!

Carnes Brancas

Frango

Carnes brancas leves, mas com um pouco de gordura, pedem vinhos aromáticos e com acidez equilibrada. Pensamos num Sauvignon Blanc. Que tal? Por ter mais gordura, a sobrecoxa e o coraçãozinho de frango precisam de um vinho mais leve, com um pouco mais de mineralidade e acidez gostosa. Um rosé de Provença vai super bem!

Linguiça

Em seu ponto ideal, a linguiça é super suculenta e tem certa gordura. Que tal um amigável Espumante Rosé Brut? Se a opção for linguiça apimentada, escolha um Riesling.

Costela de porco

Com sabor mais acentuado que a costela de boi, a suína chega até a ter algumas notas de especiarias. Pensou num Shiraz ou num tinto do Rhône? Nós também! Corpo médio, boa acidez e ainda notas de pimentas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *